Patagônia

Time da MOB se aventura na Patagônia Argentina

A estonteante beleza da região deixou em nossos corações um legado vital, ficamos todos ainda mais conscientes com nosso planeta

Para comemorar o Outono/Inverno 2015, o time da MOB se aventurou na Patagônia argentina, liderado pelo alto-astral de Marcelo Dib e pela energia da nossa gerente de marketing, Vanessa Queluz, à frente do trio talentoso formado pelo fotógrafo André Nicolau, o stylist Felipe Veloso, o beauty artist Lavoisier, além da nova musa da coleção, a atriz Fiorella Mattheis.

Ficamos totalmente fascinados por esse lugar na ponta mais ao sul do nosso continente. Seu ecossistema único e sua incrível biodiversidade vêm atraindo celebs ligadas à natureza, como Bruce Willis, Jane Fonda e Brad Pitt, que fez o personagem principal do cultuado Sete Anos no Tibete (1997), inteiramente rodado na Patagônia argentina.

A estonteante beleza da região deixou em nossos corações um legado vital, ficamos todos ainda mais conscientes com nosso planeta.

Há varias edições a MOB vem fotografando sua revista em terras do outro lado do planeta e em países de nosso continente, mostrando que, na realidade, a moda é uma manifestação da paz, da fraternidade entre povos e da criatividade do ser humano. Afinal, quem não gosta de ficar bonita?

Agradecemos o carinho de nossas clientes! E como dizem nosso hermanos argentinos, num misto caloroso de boa sorte e até breve: Suerte!

Um grande abraço!
Equipe MOB

Explore os lagos de Nahuel Huapi, Espejo, Correntoso, Escondido, Villarino, Falkner e Machónico.

Patagônia, maravilha do mundo natural

Imensidão de beleza extraordinária

A Patagônia é uma terra mítica por seus acidentes geográficos incomparáveis e ecossistema único

Escritores aventureiros, como o inglês Charles Darwin e o francês Antoine de Saint-Exupéry, autor de “O Pequeno Príncipe”, visitaram a região quando era mais selvagem, isolada e remota, alguns de seus fascínios que ainda hoje atraem esportistas, cientistas e amantes da natureza.

Não é para menos, é lá que ficam a Tierra del Fuego, a ponta mais ao sul do nosso continente, e o Glaciar Perito Moreno, com 5 quilômetros de extensão e 60 metros de altura de gelo em todas as tonalidades de azul, considerado a “oitava maravilha do mundo natural”.

Outro ponto marcante é o Monte Fitz Roy, conhecido como Cerro Chaltén ou Cerro Fitz Roy, um conjunto de picos nevados na fronteira andina com o Chile, que parecem imensas agulhas. Com certeza, a Patagônia tem pontos turísticos de tirar o fôlego.

A fauna é um espetáculo à parte. Em Punto Tombo e na Península Valdés, estão as maiores concentrações de pinguins e elefantes marinhos, e a maior população da Baleia Franca Austral. Entre julho e agosto, avistam-se cardumes de até 600 baleias!

Em terra firme, vivem em liberdade espécies nativas, como o choique (avestruz do continente americano), a mara (lebre patagônia), o guanaco (da família da lhama), além do zorro cinza (raposa nativa em extinção) e do armadillo (tatu), todos muito fofos.

Os picos mais altos são o habitat do implacável condor andino, maior ave voadora do mundo, guiado por sua vista aguçada da qual nada escapa e suas asas abertas que chegam a uma envergadura de três metros!

Um passeio inesquecível é a Ruta ou Camino de los Siete Lagos. A estrada sai de Bariloche e passa por sete lagos patagônicos com vistas panorâmicas inigualáveis e águas que vão do verde esmeralda, ao turquesa, ao azul cobalto.

Curta os 200 km em um 4X4 ou de mountain bike. Explore os lagos de Nahuel Huapi, Espejo, Correntoso, Escondido, Villarino, Falkner e Machónico. Boa aventura!

Desde que abriu as portas, esse ícone atrai estadistas, entre eles, presidentes da Argentina

LLAO LLAO

O resort mais exclusivo da Patagônia argentina

A inauguração do Llao Llao Hotel & Resort Golf-Spa, nos anos 1930, em uma reserva ecológica na colina entre os lagos Nahuel Huapi e Moreno, marca a história de Bariloche e da hotelaria do continente sul-americano

O resort mais exclusivo da Patagônia argentina, o Llao Llao (jao-jao, na pronúncia castelhana), é um símbolo da hotelaria internacional, com sua imponente arquitetura em meio à majestosa e romântica paisagem local.

Desde que abriu as portas, esse ícone atrai estadistas, entre eles, presidentes da Argentina - como Juan Perón e sua mulher, Evita, a aristocracia, a alta sociedade e celebridades, como os atores Robert Duvall e Tommy Lee Jones, o cineasta Francis Ford Coppola, o designer Phillipe Starck e a pop star Shakira.

Totalmente reformado e adaptado à tecnologia contemporânea, ele mantém a arquitetura interior Inspirada nos pavilhões de caça e nas estâncias argentinas. Não perca a chance de se hospedar neste luxuoso hotel em uma viagem para a Patagônia.

Esse suntuoso "grand hôtel de montagne" caracteriza-se por lareiras e estofados de couro em ambientes revestidos de materiais nobres, típicos da região, como a pedra verde e a madeira de ciprestes, como o pinheiro hemlock, trabalhada em tábuas e troncos rústicos.

Além da área esportiva sobre o Lago Moreno, do solário sobre o lago e do deck de pesca, esse grande complexo de lazer oferece marina para barcos e esportes náuticos, parque de 15 hectares integrado a campo de golfe de 18 buracos, praia lacustre, 2 piscinas (uma coberta e outra externa climatizada), Health Club com sauna, Business Center e salas de jogos para adultos e crianças.

Entre os bares e restaurantes, destaca-se o templo da alta gastronomia, “Los Césares”. As acomodações compreendem 139 quartos, 12 suítes, 1 cabana, 11 suítes-studio com vista para os lagos Moreno e Nahuel Huapi e para o Cerro López, e suíte presidencial com 162 m² de amenidades.

Casaco de nylon, luvas, echarpe, meias e gorro são itens indispensáveis para enfrentar o clima seco e frio.

O QUE LEVAR NA MALA

Para enfrentar o clima seco e frio

Para enfrentar o clima seco e frio em um roteiro de viagem na Patagônia, ponha na mala:

  • Casaco de nylon tipo quebra-vento: bem quente, forrado, com capuz e zíper. Os ventos do Atlântico Sul são cortantes e nas geleiras, frio abaixo de zero é normal ao cair do sol;
  • Filtro solar: passe no rosto e use protetor nos lábios antes de sair;
  • Los crampones: tipo de solado com pregos que aderem em superfícies geladas. Não se preocupe em levar, alugue lá mesmo o modelo que melhor se adapta à sua bota;
  • Calças, luvas, echarpe, meias e gorro: nos três casos, tenha um mais leve e um mais pesado;
  • Máquina de fotografar: as paisagens são deslumbrantes! Para fazer imagens incríveis, leve uma lente panorâmica de 10-20 mm e um filtro polarizador;
  • Mochila: não deixe de levar uma boa mochila com bolsos externos,
  • Sapato: um tênis tipo walking trainer e uma boa bota de andarilho.

No mais, preste atenção e siga as informações dos guias de montanha. Boa aventura!

Fique por dentro de mais novidades do mundo da moda, além de acompanhar destinos incríveis em nossas revistas. A MOB tem sempre o melhor para você!